abre-Bombom-com-ganash-de-cadé---Cópia

É tempo de chocolate

Existem vários motivos para você não se furtar ao prazer de comer um chocolatinho de vez em quando. O primeiro é que recentes pesquisas apontam que é muito bom para a saúde comê-lo um pouco de vez em quando. Ele tem cálcio, proteína, gordura, açúcar, e substâncias importantes como algumas vitaminas. Segundo, é que tem dias em que só ele salva do estresse e do cansaço pós jornada diária de horas de trabalho e até da malhação. Sabendo disso, o Estilo Via aproveitou a chegada da Páscoa para falar dessa delícia que, se consumida com responsabilidade, traz benefícios para seu apreciador. De quebra, conseguimos duas receitas exclusivas dadas por um dos mais renomados e premiados chefs de Brasília.

A sensação de prazer, felicidade e alívio que a ingestão de chocolate causa é quase imediata. É, por isso, que há um grande número de chocólatras espalhados pelo mundo. Na capital federal não é diferente. Para garantir a felicidade dos clientes e não deixar ninguém de mãos abanando, a produção de ovos e bombons para a Páscoa começa no carnaval. Algumas casas especializadas chegam a produzir uma tonelada de bombons, barrinhas, coelhos e ovos de páscoa. Em um mês normal, esse valor não passa dos 400kg.

As opções para quem é apaixonado por essa maravilha descoberta no período pré-colombiano (antes da chegada das caravelas à América) são muitas e para todos os gostos. Aos que preferem o sabor mais suave, o chocolate ao leite é uma boa pedida. Para quem gosta do chocolate mais puro, o amargo é a melhor escolha. Quem dá as dicas é o chocolatier suíço Xavier Odermatt, que desde 1973 mora em Brasília, onde produz incríveis chocolates. Em suas receitas feitas com chocolate belga, considerado o melhor do mundo, Xavier criou mais de 100 tipos de bombons, além de barras e outros formatos de chocolate. Além de fabricar as trufas clássicas com recheios de marzipã (pasta de amêndoas com açúcar), creme ou chocolate, o chocolatier ainda utiliza ingredientes diferentes que caíram no gosto dos brasileiros, como cupuaçu, jabuticaba, coco, café, pequi e até mesmo a cachaça.

O chocolate amargo é feito com grãos de cacau torrados sem adição de leite. É usado em sobremesas, bolos e bolachas. Esse tipo de chocolate tem baixa quantidade de gordura, quase não leva açúcar e tem entre 60% e 80% de cacau.

O chocolate ao leite leva na sua composição leite em pó ou leite condensado. A maior parte dos fabricantes europeus usa leite condensado, já os produtores britânicos e americanos usam o leite em pó. Nesse tipo, a quantidade de cacau está entre 30% e 40%.

O chocolate meio amargo é um pouco do dos dois anteriores. Com 40% a 55% de cacau, tem pouco açúcar e pouco leite.

O Chocolate branco é feito com manteiga de cacau, leite, açúcar e lecitina de soja, usada para dar consistência ao creme. Esse é o chocolate mais doce e de textura bem cremosa.

Agora que você sabe mais um pouco sobre a diferença entre os vários tipos de chocolate, vamos às receitas. Pedimos para os chocolatiers Bruno Rappel, da Rappel, e Xavier Odermatt, da Stanz Chocolates, receitas fáceis e rápidas, ótimas para celebrar a Páscoa. A primeira, do Bruno, é o famoso brigadeiro, que você provavelmente já fez em sua casa. Este é feito com chocolate belga, que empresta um sabor todo especial ao tradicional doce brasileiro. A segunda receita, do Xavier, é um bombom recheado com ganash de café.

Aproveite, boa Páscoa e bom feriado.

Brigadeiro Gourmet

Por Bruno Rappel

Ingredientes
  • 1 colher de sopa de manteiga sem sal
  • 1 lata de leite condensado
  • 2 a 3 colheres de sopa de cacau belga em pó
Modo de preparar

Aqueça a panela em fogo médio e acrescente a manteiga. Logo depois use o leite condensado e em seguida acrescente o cacau. Mexa até desgrudar da panela.

Preparando o chocolate temperado

A temperagem é o processo de derretimento e resfriamento do chocolate. Primeiro pique a barra de cacau belga em pedaços pequenos, leve-o ao fogo em banho-maria, até que o chocolate atinja a temperatura de 40 graus, depois desce a uma temperatura de 28 graus e sobe para a de 31 graus. Após isso, você vai enrolar o brigadeiro, revesti-lo com o chocolate temperado e passar no confeito, que pode ser a barra de cacau belga em lascas ou outro confeito de sua escolha.

Bombom com ganash de café

Por Xavier Odermatt

Ingredientes
  • 300g de chocolate ao leite
  • 350g de chocolate meio amargo
  • 200g de creme de leite fresco
  • 50g de glicose
  • 50ml de água quente
  • 50g de café solúvel
  • formas para bombom
Modo de preparar

Para a ganash: Ferva o creme de leite com a glicose e retire do fogo. Dissolva o café solúvel na água quente, junte ao creme de leite com 300g de chocolate ao leite e 50g de chocolate meio amargo. Misture tudo até derreter o chocolate e deixe esfriar.

Para o bombom: Derreta 300g de chocolate meio amargo em banho-maria a 33ºC, despeje sobre o mármore e bata até alcançar a temperatura ambiente.

Cubra as formas de bombom e leve à geladeira por 20 minutos. Recheie com a ganash de café e cobrir com o chocolate meio amargo. Leve novamente à geladeira por mais 20 minutos. Desenforme e sirva.

No Plano Piloto de Brasília

capFerrat

A Stans Chocolates e a Rappel estão localizados em duas das áreas mais charmosas de Brasília. A Asa Sul e a Asa Norte, no Plano Piloto, reservam espaços de convivência incríveis com jardins, parques, praças e uma diversidade de restaurantes, cafés, bares e lojas com todo tipo de serviço. A Via tem lançamentos residenciais e comerciais em todo o Plano Piloto, inclusive no mais novo bairro da capital federal, o Setor Noroeste. Acesse o nosso site e conheça os empreendimentos Via Cap Ferrat e Via Ômega, ambos na Asa Sul.  Na Asa Norte, o Via Universitas. E no Noroeste, conheça os lançamentos  Via MaximeVia Luxor, e  Via Santorini.

Faça um comentário sobre esta notícia