Zanine---Flora

Fiat lux! E o homem fez a luminária

As luminárias pendentes têm sido uma peça coringa em projetos de decoração. Elas dão um up no ambiente e ressaltam a beleza de móveis e acessórios, além, claro, de iluminar. Grandes, pequenas, de madeira, aço, vidro ou tecido. São vários os materiais e o design que cada uma delas carrega. E, combinadas com outras fontes de luz, como os spots embutidos no forro e as arandelas, criam cenários incríveis para a sua casa.

Antonio Bernardo, Fernando Bossa, Ingo Maurer, Jason Miller, Marcelo Rosenbaum e Zanini de Zanine são alguns dos que têm criado modelos diferentes de luminárias. O Estilo Via listou alguns projetos que, além do design inovador, carregam em si algo mais que beleza e utilidade; são peças que contam uma história e representam as culturas ancestrais dos mais diversos povos. Inspire-se e ilumine.

360º – Antonio Bernardo

O designer e joalheiro Antônio Bernardo lançou, em parceria com a Lumini, a luminária 360º. Inspirada em um premiado brinco homônimo criado pelo designer, a peça tem luz embutida que ilumina o pendente confeccionado em aço inox e banhado a ouro, valorizando ainda mais o movimento das argolas dispostas em giros de 360º. Ao atravessar os anéis, a luz cria diversos desenhos no espaço do ambiente, dando a impressão de vibração e tridimensionalidade. Antonio Bernardo nasceu no Rio de Janeiro em 1947. Já na infância, entrou em contato com o universo da ourivesaria através da loja do pai, Rudolf Herrmann, onde eram comercializados artigos de joalheria e relojoaria. Trabalhou por quase uma década em seu atelier residencial, um espaço equipado tanto com ferramentas tradicionais, muitas herdadas do pai, quanto com sofisticados equipamentos industriais.

Bossa – Fernando Bossa

Entre as principais criações de Fernando Bossa está a luminária Bossa, um pendente que pode ser ajustado para servir de luz difusa, integrando os ambientes. Se o atual diretor de criação da marca coleciona prêmios nacionais e internacionais, muito se deve ao início da sua carreira, 20 anos atrás, quando entrou na empresa como estagiário. Em 2002, ao assumir o cargo de gerente de produto, inseriu flashes de poesia no vasto portfólio da Lumini, além de mudar as células de montagem, visando otimizar a produção. O equilíbrio entre razão e emoção explica o sucesso do designer e se revela em projetores, abajures e arandelas com sua assinatura.

Lucellino – Ingo Maurer

Ele já foi chamado de “o mago da luz”. A verdade é que o multipremiado designer de luminárias Ingo Maurer surpreende a cada criação, não só pela beleza estética, mas por provocar sensações e capturar emoções por meio da luz, dando-lhe formas físicas sentidas por quem observa suas obras. Uma de suas mais famosas criações, que está agora também no Museu de Arte Moderna (MoMA), em Nova Iorque, foi criada nessa época: “Lucellino”, de 1992. Uma lâmpada envolta em asas de penas de ganso presa a um cabo. Filho de um pescador, Ingo Maurer nasceu e cresceu na ilha de Reichenau, no Lago Constança, no sul da Alemanha. Começou a trabalhar como assistente tipográfico na Suíça e na Alemanha, onde completou, em Munique, no ano de 1958, o curso profissionalizante de design gráfico.

Modo – Jason Miller

O designer norte-americano Jason Miller se inspirou na simplicidade para criar a linha de iluminação Modo. Jason utilizou como base cúpulas e acessórios metálicos de baixo custo. Produzida pela Roll & hill, a peça tem estrutura projetada em alumínio sólido e pode ser customizada, ou seja, permite sua montagem em diversas configurações. As cúpulas são de vidro nas tonalidades transparente, fumê e branco leitoso com charmosas lâmpadas pequenas e arredondadas. As peças da coleção possuem charmosas lâmpadas redondas, que emprestam um leve toque retrô. Para criar a linha Modo, Miller teve uma inspiração simples e inusitada: As cúpulas e os acessórios metálicos de baixo custo facilmente encontradas em qualquer loja de produtos para casa. Porém, o resultado alcançado passa longe do comum.

Yawanawá – Marcelo Rosenbaum, Fetiche e Nada Se Leva

“Embarcamos no processo criativo sem nenhum projeto preconcebido, nos permitindo o exercício do desapego e da humildade, a partir do principio que para se realizar uma troca de saberes e entendendo que todo o conhecimento e saberes estão lá nas comunidades, iniciamos com um encontro embaixo de uma mangueira, escutando histórias e mitos indígenas contados pelo Nani, uma das lideranças da aldeia”, conta o arquiteto e designer Marcelo Rosenbaum sobre a produção da coleção Yawanawa. A inspiração foi a partir dos desenhos “Kenes”, manifestações de tudo o que a visão pode captar e, num sentido mais palpável, desenhos e grafismos expressos nas pinturas de corpo e no artesanato feito com miçangas. Os primeiros esboços surgiram da intersecção dos mitos com o convívio na a floresta. O trabalho se deu, desde o início, com peças criadas em conjunto por Marcelo Rosenbaum e os estúdios Fetiche e Nada Se Leva. As luminárias criadas durante o processo foram lançadas pela La Lampe e expostas em Milão durante o Salão do Móvel de 2013, na exposição Yawanawá – A força da floresta, dentro da mostra Brazil S/A.

Flora – Zanini de Zanine

Destaque na 5ª edição do Rio+Design em 2013, a luminária Flora, do designer Zanini de Zanine, foi um convite feito por um dos mais influentes nomes do design e da arquitetura mudial. Nigel Coates pediu a Zanini que desenvolvesse uma peça para a Slamp, marca italiana especializada em iluminação. O resultado tem uma estética interessante: a inspiração para o projeto veio de uma flor tropical, a monstera, que é muito comum no Rio de Janeiro. Zanine usou o formato da flor para criar uma estrutura fixada por pinos metálicos e receber as 60 pétalas metálicas com acabamento brilhante. Zanini de Zanine nasceu no Rio de Janeiro e cresceu vendo o pai, José Zanine Caldas, trabalhar. Estagiou com Sergio Rodrigues, quando produziu seu primeiro móvel. Ele recebeu os mais importantes prêmios de Design do Brasil e fora pelos móveis que criou e expôs nos principais eventos nacionais e internacionais da área. Hoje, assina peças para grandes marcas nacionais e internacionais como a francesa Tolix, as italianas Cappellini, Slamp e Poltrona Frau, e a norte-americana Espasso.

A Via acaba de lançar no Noroeste o Via Trianon e o Via Sublime, o maior e mais sofisticado empreendimento lançado pela construtora, que alcançou o estado da arte em arquitetura, design, conforto e segurança. Para conhecer mais sobre as construções Via, acesse clicando aqui.

Faça um comentário sobre esta notícia