Cangrejo

Mais que um Canal

Ainda não sabe para onde ir nas próximas férias? O Estilo Via tem uma sugestão de destino que está começando a entrar na rota dos turistas de todo o mundo, que gostam de viagens diferentes com experiências únicas. Entre as Américas do Norte e do Sul e os oceanos Atlântico e Pacífico, o Panamá é o país mais meridional da América Central. Sua localização era perfeita para encurtar rotas mercantis que cruzavam o mundo, e, por isso, atraía os olhares das grandes potências mundiais. Os Estados Unidos se adiantaram e, junto à província do Panamá da Colômbia, construíram o famoso Canal do Panamá. No entanto, engana-se quem acha que o país só tem isso para mostrar. Lugar de paisagens exuberantes e praias paradisíacas, o Panamá é um ótimo destino para passar as férias e relaxar a mente.

O Estilo Via selecionou passeios no Panamá que você precisa fazer. Veja mais:

Ilha Contadora – Arquipélago Pérola

Que tal ver baleias de perto em águas cristalinas? A Ilha Contadora, no Arquipélago de Las Perlas, ou pérolas, é o ponto principal para poder assistir à passagem das baleias jubarte no Oceano Pacífico. Visitantes pegam uma embarcação e vão em direção à ilha. Durante o trajeto, é possível ver e registrar o esguichar das águas e os pulos delas no oceano. Sem dúvidas, é um passeio inesquecível que vale a pena!

Arquipélago de San Blás

O arquipélago é aquele tipo de destino que quando você descobre não quer contar pra ninguém, de tão lindo que é. Caribe, areia branca, coqueiros e água cristalina. O setor Cartí é o mais atrativo para os visitantes por abrigar pequenas ilhas e corais. Pra se ter ideia, somente no chamado Cayos Limón são mais de 30 ilhotas, como Aguja, Perro, Pelicano e Del Diablo – lugar de um barco naufragado, onde alguns viajantes vão até ele com o snorkel e muito fôlego para mergulhar e admirar inúmeras e belíssimas espécies de peixes.

Ilha Coiba

Aos fãs da vida marinha, a ilha Coiba, na costa Pacífica do Panamá, é um destino que não se pode perder. Maior ilha desabitada do mundo, ela está no largo da costa do Panamá. Águas transparentes, recifes de corais e 36 ilhas menores cercam Coiba. A ilha abrigou uma prisão lendária durante mais de 80 anos, antes de ser declarada como Parque Nacional. Devido ao seu isolamento afastado da civilização, os prisioneiros, a proteção do parque e as correntes oceânicas favoráveis, as águas que circundam a Ilha Coiba ainda são o habitat de mais de 40 espécies de grandes peixes, como Marlim-preto, atum amarelo, delfins, peixe-vela e marlim-azul. Além disso, você também pode ver baleias, toninhas e tartarugas marinhas.

Vulcão Baru

O Vulcão Baru está localizado no ponto mais alto do Panamá. A trilha para se chegar ao cume é de 10km e pode ser feita tanto de dia quanto à noite, para ver o nascer do sol. Lá do alto, num dia claro, consegue-se ver de um lado o oceano Atlântico e, do outro, o Pacífico. E, se você tiver sorte, consegue ver também a vizinha Costa Rica.

Bocas del Toro

Com mais de 200 ilhas, este arquipélago é conhecido como o “Caribe do Panamá”. As praias de cartão-postal com areia branquinha, água verde-esmeralda transparente e palmeiras enfileiradas não decepcionam os visitantes. Em muitas delas, você poderá aproveitar tranquilamente, sem dividir espaço com a multidão. Há ainda mangues de água transparente e recifes de corais coloridos e cheios de vida.

Portobelo

O Portobelo é uma cidade portuária que, durante o período colonial espanhol, foi usado como um centro para exportação da prata. Uma das mais bonitas praias caribenhas da região fica ao redor do antigo forte que guardava o país.

Canal do Panamá

Parece óbvio, mas visitar o canal é mais legal do que você pensa. Lá, há inúmeras opções de programas alternativos, como almoçar no restaurante do canal com uma belíssima vista panorâmica, fazer uma visita de barco saindo de Gamboa pelos rios que alimentam o canal ou pegar o trem que cerca o canal até Colon, ou seja, do oceano Pacífico ao Atlântico.

Parque Nacional de Darién

O Parque Nacional Darien, Patrimônio Mundial da Unesco desde 1981, está situado a 325 km da Cidade do Panamá. Segundo maior parque da América Central, ele protege uma região intocável de florestas tropicais exuberantes de cerca de 1,2 milhões de acres, ao longo da fronteira com a Colômbia, a leste do Panamá. Mais de 300 espécies de pássaros, incluindo a harpia, quatro espécies de araras e muitas outras endêmicas fazem desse território um dos melhores postos de observação de pássaros do mundo. Rico em cultura e história, o Darien é a terra dos povos indígenas Embera, Wounan e Kuna.

Cangrejo

Para os viajantes que gostam de fugir de roteiros turísticos, um bairro com a verdadeira essência da Cidade do Panamá é o Cangrejo. O local abriga inúmeras opções de restaurantes e bares com deliciosos happy hours e drinks variados. É perto do bairro que existe a melhor vista da parte moderna da cidade, a Cinta Costera, que liga os bairros El Cangrejo e Casco Viejo. A Cinta Costera ganha particularmente vida ao final da tarde, quando o calor abrasador dá algum descanso, com dezenas de ciclistas e praticantes de jogging.

Casco Viejo

De frente para as águas do Caribe está o Casco Viejo, a cidade colonial destruída por piratas que hoje está na região histórica da Cidade do Panamá. Tire o dia para se perder pela redondeza e aproveitar os deliciosos restaurantes que ficam por lá, como o Ego y Narcisio e o Madrigal. Visite o Museu do Canal e ande pelo Parque Bolívar. Se quiser olhar artesanatos e comprar souvenirs, vá à Plaza de Francia. Ali também fica o Mercado de Mariscos, com seu imperdível ceviche de diversos peixes e frutos do mar, como corvina, camarão, caranguejo e polvo. Mas se ceviche não for a seu prato preferido, você pode escolher um peixe para comê-lo ali mesmo, no segundo andar do mercado, onde existem pequenos restaurantes que o prepararão para você à moda local. Só experimentando pra saber como é bom!

Procurando o próximo destino para as suas férias? Conheça mais sobre Santorini, a ilha que inspirou a Via a projetar o Via Santorini, no Noroeste. Visite também as unidades mobiliadas do Via Safira e do Via Trianon.

Faça um comentário sobre esta notícia